Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Smiles & Tears

Guia de sobrevivência para mulheres fantásticas

Smiles & Tears

Guia de sobrevivência para mulheres fantásticas

Rabiscos do quotidiano (à porta do hospital)

Sem Título.png

 

Hoje, conto aqui uma das muitas lições de vida que, generosamente, recebi dos meus filhos. Era a primeira das muitas consultas médicas que a minha filha viria a ter nos Hospitais da Universidade de Coimbra. Tinha, na época, uns singelos 7 anos. Ao chegarmos à entrada do hospital, vimos alguns doentes, vestidos de pijama e roupão a fumar o seu cigarro.

Eis que a pequenita, com a convicção que lhe é característica, afirma : - Sabes, mamã, estas pessoas que tu vês aqui à porta a fumar não se sentem bem nas suas casas. Sem entender muito bem o ponto de vista dela, perguntei-lhe: - E porque é que dizes isso?. E, foi aí, que recebi da minha filha, uma inesperada resposta/prenúncio: - Isto é assim, mamã. As pessoas que gostam muito das suas casas, querem voltar para lá. Se estas pessoas quisessem ir para casa, esforçavam-se para ficarem boas depressa e não fumavam. Se fumam, já sabem que vão ficar aqui para sempre ! Nunca mais de cá saiem ...

E pronto, enfiei a viola no saco e prosseguimos para a consulta. Mas nunca mais me esqueci deste episódio.